Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Neil Armstrong, a sonda Curiosity e o filme Prometheus


Neil Armstrong não tinha ideia daqueles passos protagonizados por ele em 1969 instantes depois de pousar a espaçonave Apolo 11 no solo lunar. Ele demonstrou esperança no futuro da humanidade ao prever que era um “pequeno passo para um homem, mas um grande passo para a humanidade”. Contudo, naquele contexto da guerra fria, aquele ato soava como um desafio do ocidente capitalista face o avanço do socialismo pelo mundo, liderado pela Ex. URSS.

Mas a morte de Neil Armstrong congrega uma ironia bastante curiosa nos dias de hoje. Poucas pessoas parecem se importar com o dia em que o homem foi à lua. Há cerca de três semanas pousou em Marte a sonda Curiosity enviada pela Nasa para fazer experimentos científicos. Trata-se da mais avançada sonda jamais enviada para o planeta vermelho. Este sim parece ser o maior passo que a humanidade imaginou para si: a preparação para uma viagem tripulada à Marte em 2030. Esqueça a lua e olhe para frente! Para Marte!

Ora, a chegada do homem à Marte não constituiu um empecilho para o cinema! Ao contrário, várias películas retratam a presença do homem naquele planeta, como por exemplo, “Missão Marte” (1999), de Brian de Palma. Contudo, este filme é bastante otimista quanto ao futuro e ao contato dos seres humanos com alienígenas. O mesmo não se pode dizer de Prometheus (2012), de Ridley Scott.

Com este filme de Scott temos a impressão de que não será uma boa ideia ir à Marte. Muitos dos nossos temores podem vir à tona. A ciência que tanto nos ajudou até agora, caminha em lados opostos aos anseios dos indivíduos. A ida à Marte, neste filme, significou o aniquilamento das pessoas justamente por aquilo de que não se tinha ideia: o desconhecido. Mas, a bela paisagem da chegada da espaçonave Prometheus à Marte, revela que o espaço é uma experiência que os seres humanos não abrirão mão de conquistá-lo. E a sonda Curiosity que o diga! Pois, já em Marte começa a mandar fotos do solo marciano... E certamente  não estamos bem próximos de dar o “grande passo para a humanidade” como bem antecipou Neil Armstrong, o primeiro homem que pisou na lua?

Segue abaixo uma visão geral sobre a sonda Curiosity


Um pouco sobre o filme Prometheus



2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Estou vendo por que tem momentos que os comentários não são publicados.

    ResponderExcluir